terça-feira, 13 de julho de 2010

Tendência de Minas Gerais







Todos o semestres milhões de universitários se formam nos cursos acadêmicos espalhados por aí, mas como dizem que universidade e pra fumar maconha e pra estudar é na biblioteca. Abaixo mostro um formando de moda que nitidamente se destaca e podemos ver que não será só mais um no mercado e sim uma TENDÊNCIA.
Virgilio Andrade jovem mineiro de Patos de Minas, tem em BH junto com outra "patayana" Morgana Marla a marca Duotonee uma sofisticada grife de roupas : http://www.duotonee.blogspot.com/ , a dupla é uma das grandes promessas mineiras no cenário nacional, tanto que suas modelagens tem sido destaques em matéria do SPFW e do site CHIC - de Gloria Kalil.
Virgilio mostrou em seu TCC e em seu desfile o resignificado na moda e na arte, tendêncioso este jovem? Sim ! Mas com uma competência admiravel. Eu? nome da coleção começa com peças cruas e depois vai ganhando formas e proteses até ganhar um novo signo. E é assim mesmo nosso processo acadêmico, entramos crus e saimos reesignificados para o mundo, ganhamos experiências, mas não são todos que sabem fazer desta bagagem cultural em primores de obras como caso de Virgilio Andrade.
Enfim, " Eu não tenho que explicar nada " - frase do filosófo Guiles Deleuze pensador do processo de " Desterritorialização " que foi um mote da coleção Eu? faz jus a obra e ao seu criador pelas linhas de fugas, hibridismo cultural, referências simbolicas sobre os territórios usados como: destruir e transformar conceitos. Desterritorializar é a marca da sociedade pós moderna.
Mais info sobre o processo e o desfile: http://www.virgilioandrade.blogspot.com/
Pics by: Morgana Marla
















quinta-feira, 1 de julho de 2010

As lágrimas amargas de Petra Von Kant

























Direção: Fábbio Guimarães
Vídeo: Cris Ventura
Trilha sonora: Francisco Cesar
Elenco: Fabiana Bergamini, Fábbio Guimarães e Fernando Barcelos
Assistente de direção: Eraldo Fontiny
Iluminação:Marina Arthuzzi
Figurino: Morgana Marla e Virgilio Andrade
Fotos: Ronaldo Jannoti

Uma paixão derrocada faz surgir pelo rosto sofrido da traição, lágrimas amargas. O comportamento amoral e uma garrafa de champagne criam uma vítima embriagada de sentimento platônico: no fundo do olho, um cristal quebrado, de ódio e mágoa.